Além do petróleo...

A energia sempre fez parte da evolução humana, e assim como nós a energia também tem que se reciclar. É hora de pensamermos em energias limpas, onde seremos movidos pela natureza, sol, mar e vento o que não vai acabar, basta viver de maneira consciente e equilibrada.

Entenda um pouco mais do que vai além do petróleo no vídeo abaixo produzido pelo greenpeace e tire suas pró´ria conclusões.




Jah Bless!

A caverna das andorinhas...

No estado mexicano de San Luis Potosí existem diversas cavidades naturais formadas pela erosão da água. O buraco das andorinhas (Sótano de las Golondrinas) é uma dessas cavidades. Possui uma forma cónica com uma abertura de cerca de 50 metros de diâmetro no topo que vai alargando em direcção à base situada 376 metros abaixo do solo, tornando-o o sexto buraco mais profundo em todo o mundo.

Este local serve de refúgio natural a numerosos andorinhões de coleira branca que são vulgarmente confundidos com as verdadeiras andorinhas. Quando amanhece os andorinhões levantam voo e descrevem um percurso espiralado ascendente até ao topo como se fossem um autêntico tornado.

Se joga...




Jah Bless!

Detalhes do Cerrado - Flora, Rabo de Macaco...


O Rabo de Macaco muito comum na região é encontrado no Cerrado rupestre, podendo chegar até 2 metros de altura o cacto produz um pequeno fruto redondo de até 10 cm que é comestível além de florescer uma pequena flor de cor creme. O Pilosocereus vilaboensis cresce exclusivamente sobre rochas.

Nome popular: Rabo de Macaco.
Nome Cinetífico: Pilosocereus vilaboensis.

Jah Bless!

Abaixo a guerra, a paz está presente...

O homem que faz a guerra não tem tempo de fazer amor. Esse é o verso que leva a parceria feita entre Cidade negra e Rappin Hood nessa pedrada, é o reggae e rap unidos conscientizando as pessoas através da música. Positive Vibration!



Bom final de semana a todos.
Jah Bless!

Dia da árvore (2)...

Confira abaixo uma ilustração feita por Luana Wieth que dirige o projeto de Educação Ambiental daTrilha da Ilha em Florianópolis, mais uma mensagem de preservação no dia da árvore.


Jah Bless!

Dia da árvore...

Assim como nós seres humanos a árvore nasce, cresce, morre e luta pela sua sobrevivência. Porém ela tem algo que se diferencia e muito dos seres humanos, ela não nos prejudica, muito pelo contrário ela nos protege e isso é o suficiente para nós respeita-la.



Quando alguém derruba uma árvore está destruindo uma das fontes de vida do nosso planeta. Hoje dia 21 de setembro é o dia da árvore, dia para refletir sobre a preservação e conservação da natureza. Cuide do que é nosso, preserve o meio ambiente.,

Jah Bless!

1° Congresso Catarinense de Cinema e Audiovisual...

Florianópolis vai sediar um importante evento do audiovisual. Estudantes, professores, cineastas e aficcionados, todos convidados para o 1° Congresso Catarinense de Cinema e Audiovisual.
O evento começa amanhã dia 22 de setembro e vai até o dia 24, uma grande oportunidade para todos que se interessam pela arte do cinema.

Confira a programação e maiores informações no blog do evento: congresso de cinema

Participe, a entrada é livre.

Jah Bless!

Detalhes do Cerrado - Flora, Mangaba...


Mangaba, fruto comestível é utilizado na produção de sucos, sorvetes e doces. A mangabeira não é encontrada somente no Brasil, apesar de ser nativa do país pode ser encontrada também no Peru e Paraguai.

Com sua floração em agosto e sua frutificação a partir de setembro encontrei apenas árvores secas com cerca de 2 metros de altura, por sorte uma delas estava com alguns frutos que consegui registrar. A mangaba é doce e pode ser apreciada quando caída ao chão, outra curiosidade da mangabeira é que seu látex é usado para fazer borrachas de cores avermelhadas.

Nome popular: Mangaba.
Nome científico: Hancornia speciosa.

Jah Bless!

Dia da preservação da camada de ozônio...


Declarado pela ONU (Organização das Nações Unidas) como o dia de Preservação à Camada de Ozônio, o dia 16 de setembro passou a comemorar os avanços contra a degradação ambiental.

Em 1987, aconteceu o Protocolo de Montreal, uma reunião que envolveu cerca de quarenta e seis países, sendo que os mesmos comprometeram-se em diminuir a produção de clorofluorcarbono (CFC), um dos maiores responsáveis pela destruição da camada de ozônio (O3).

O gás clorofluorcarbono (CFC) liberado em excesso, causa perfurações na camada de ozônio, fazendo com que os raios ultravioleta atinjam a Terra. O mesmo pode ser encontrado em chips de computadores, em ar-condicionado, embalagens plásticas, sprays em geral, dentre outros.

O homem precisa ter consciência de que poluir o ambiente só trará malefícios para sua própria vida, prejudicando as vidas das gerações futuras.


Algumas atitudes podem contribuir para a preservação dos recursos naturais:

- Economizar energia.
- Adquirir produtos eletrônicos e eletrodomésticos que tragam a inscrição clean, indicação de que não contém clorofluorcarbono (CFC).
- Trocar, se possível, eletrodomésticos muito antigos, pois consomem mais energia elétrica.
- Diminuir o uso de ares-condicionados, utilizando-os somente em casos extremos.
- Não lavar roupas com água quente, pois o consumo de energia é maior.
- Evitar andar de carro particular, mas utilizando-se dos transportes coletivos, bicicleta ou mesmo andando a pé.
- Separar o lixo reciclável do orgânico.
- Juntar o óleo velho, de cozinha, e entregá-lo em postos de coleta, bem como baterias de celulares.
- Usar protetor solar, a fim de não causar problemas em sua própria pele.
- Não se expor ao sol e fazer uso de óculos escuros de qualidade.
- Fazer campanhas de preservação ambiental no seu grupo de contato, diário.

Jah Bless!

Um oceano de plástico...

O plástico nos oceanos mata 1,5 milhões de animais marinhos por ano.



Visite: http://www.riseaboveplastics.org e conheça mais sobre o trabalho da Surfrider, organização que luta contra as agressões dos oceanos e tem como objetivo alertar as pessoas quanto ao consumo do plástico.

Jah Bless!

Infográfico - Trekking na Chapada dos Veadeiros...

O infográfico abaixo foi produzido para a aula de Infodesign da Faculdade Assesc de Florianópolis, com a proposta de ajudar o viajante a se localizar um pouco melhor na região partindo da Vila São Jorge. O infográfico da dicas de lugares a serem visitados na Chapada dos Veadeiros, imagens de fauna e flora da região e o que deve se levar para um dia de caminhada em meio a natureza.


Jah Bless!

Falta de água...

A água é um recurso essencial para todos nós, além de sua importância vital ela é também um fator de grande importância para o desenvolvimento econômico, e corresponde a um dos bens mais consumidos pela humanidade.


Sua demanda aumenta a cada dia com o crescimento da população, porém, enquanto alguns utilizam o recurso de maneira exagerada, muitos não sabem sequer o que é ter água encanada potável em casa. A escassez de água que era considerada no passado uma hipótese restrita a regiões áridas, já passou a ser realidade na vida de comunidades em todo o mundo.


De acordo com dados da ONU, uma a cada seis pessoas não tem acesso à uma quantidade de água potável suficiente para suprir as suas necessidades, o que ocasiona a morte de 1,5 milhões de pessoas a cada ano, e se não mudarmos nossos hábitos de consumo atuais, estima-se que até 2025 dois terços da população do planeta viva em regiões com pouca água.

fonte de pesquisa para esse post: ambientebrasil

Jah Bless!

Fotografando a natureza - Detalhes do cerrado - Fauna, Carcará...


O carcará, por vezes chamado de carancho e caracará, é um falconídeo. Seu nome científico é Polyborus plancus ou Caracara cheriway. É tido como ave tipicamente brasileira, tanto que é chamado de águia-brasileira. No entanto, possui uma distribuição geográfica ampla, que vai da Argentina até o sul dos Estados Unidos, ocupando toda uma variedade de ecossistemas.

Em minha passagem pelo cerrado encontrei dezenas de carcarás, o que tive a oportunidade de fotografar estava sozinho porém muitas vezes o observava voando em grupo.


O carcará é facilmente reconhecdo quando pousado, pelo fato de possuir uma espécie de solidéu preto sobre a cabeça, assim como um bico adunco e alto, que assemelha-se à lâmina de um cutelo, a face é vermelha. É recoberto de preto na parte superior e possui o peito de uma combinação de marrom claro com riscas pretas, patas compridas e de cor amarela. Em voo, assemelha-se a um urubu, mas é reconhecível por duas manchas de cor clara na extremidade das asas.

Nome popular: Carcará
Nome Científico: Polyborus plancus

Jah Bless!

A vida é a nossa maior riqueza...

A presença do homem tem considerável impacto ambiental no ecossistema onde ele se instala. Essa ação repetida e ampliada em milhares de anos está diretamente associada ai extermínio de diversos animais e pode tornar a espécie humana a primeira a promover uma extinção em massa.

As grandes extinções ocorridas a milhões de anos passados foram ocorridas pela formação das calotas polares, a queda dos níveis dos mares e o derretimento das geleiras, impacto de meteoros, e inundações de lavas vulcânicas.

Milhões de anos depois, o ser humano pode ser o novo vilão dessa história da extinção, e suas ações e ferramentas são a caça e a pesca predatória, o desmatamento, poluição, a guerra e até mesmo a introdução de espécies exóticas levadas para outros ecossistemas que não era seu habitat natural.

Da maneira como o homem vem agindo sobre a natureza muitas espécies provavelmente serão extintas nas próximas décadas e com certeza vão fazer muita falta e ficaram apenas como mera recordação em revistas, fotos e documentários.

É hora de rever nossos conceitos e partir para uma vida mais equilibrada, afinal a vida é a nossa maior riqueza.

Pesquisa feita para o post: Revista Planeta, edição 448.

Jah Bless!

Fotografando a natureza - Detalhes do Cerrado - Flora, Alstroemeria...


Uma linda e pequena flor vermelha encontrada em meio ao cerrado, a Alstroemeria é uma planta de pequeno porte, tendo sua floração de março à junho tive sorte de encontrar um único exemplar em meio a Chapada dos Veadeiros no mês de julho. Sua ocorrência é no cerrado rupestre, cerrado de encosta, cerrado e campo sujo.

Nome popular: Alstroemeria.
Nome científico: Alstroemeria plantaginea.

Jah Bless!

Preservação da Mata Atlântica...

Hoje, restam apenas 7,9% da cobertura original da Mata Atlântica. Esse bioma é muito importante por suas peculiaridades e por concentrar 7% das espécies de plantas e animais do planeta.

Por isso PRESERVE!



Jah Bless!

Dia de música - O Rappa...

Mais um final de semana chegando e dessa vez embalado com um feriadão, e como de costume quando chega a bela sexta feira posto aqui a arte através da música e a banda escolhida hoje é O Rappa.

O Rappa é uma banda brasileira conhecida por suas letras de forte impacto social. Seu ritmo não é exatamente definido nem mesmo pela própria banda. Embora seja de início principalmente reggae e rock, a banda também incorporou elementos de samba, funk, hip-hop, rap e MPB. Desde de 1993 o Rappa manda sua mensagem social através da músicas e até hoje os sucessos tocam por todo Brasil.




Mais informações sobre a banda: O Rappa

Bom final de semana a todos.
Jah Bless!

As árvores e as pedras...

O post de hoje é um texto que li no blog do amigo Guilherme Pitsch essa semana e achei fascinante, além de ser um ótimo texto para reflexão, ele passa uma mensagem muito positiva em relação a nossa passagem pela vida.

O texto foi extraído do livro, Quando é preciso ser forte do escritor DeRose.

Era uma vez um menino cheio de idéias estranhas. Ele achava que o infinito era pequeno e que o eterno era curto. Conversava com as Árvores e com as Pedras, e se emocionava com elas, pela magnitude do que lhe contavam. Um dia as Árvores lhe disseram:


- Sabe? No nosso Universo cada uma de nós cumpre o que lhe cabe, pela satisfação de fazer assim. Nenhuma de nós se exime da sua parte. Os humanos passam suas vidas a só fazer coisas que lhe resultem em conflitos, infelicidade e doença. Não fazem o que realmente gostariam. Caem no cativeiro da civilização, trabalham no que não gostam para ganhar a vida e perdem-na, em vão, ao nada fazer de bom. Por isso tornam-se rabugentos, envelhecem e morrem insatisfeitos. Procure viver feliz como nós, pois alimentamo-nos, respiramos e reproduzimo-nos, de acordo com a Natureza. Assim, quando morremos, na verdade continuamos vivas em nossas sementes e crescemos de novo. Vá e ensine isso aos que, como você, podem ouvir nossas palavras. Fará muita gente feliz, livre da escravidão da hipocrisia.

O garoto ainda era pequeno para saber a extensão do que lhe propunham as Árvores, mas concordou em levar essa mensagem aos homens. Entretanto as Pedras, que até então tinham-se mantido muito quietas, começaram a falar e disseram coisas aterradoras!

Uma Pedra maior e coberta de musgo, o que lhe conferia um ar ancião e sacerdotal, tomou a frente das demais e falou fundo, ecoando dentro da sua alma:


-Não, você não deve cometer a imprudência de levar aos homens a mensagem das Árvores. Nós somos Pedras frias e friamente julgamos. Estamos aqui há mais tempo que elas e temos visto o transcorrer desta pequena História Universal dos humanos. Antes de você, muitos receberam essa mensagem e foram incumbidos, por elas, de recuperar a felicidade que os hominídeos perderam ao ignorar as leis naturais. Todos quantos tentaram ajudar a humanidade foram perseguidos, crucificados em nome da justiça, queimados em praça pública em nome de Deus e tantos outros martírios pelos quais você mesmo já passou várias vezes e se esqueceu... Hoje você pensa que não corre mais perigo e aceita tentar outra vez. Quanta falta de senso! Quando começar a dizer as coisas que as Árvores transmitiram, vão primeiro tentar comprá-lo. Se você não sucumbir ao tilintar dos trinta dinheiros, então precisará ser realmente forte para permancere em pé, pois passarão a agredi-lo de todas as formas.

Mas o menino respondeu prontamente. Tomou um ramo em uma das mãos e uma pedra na outra, e bradou:

- Este é o meu cetro. E este, o meu orbe. Com o vosso reino elemental construirei nosso santuário e nele reunirei aqueles que forem capazes de ouvir e compreender. As rochas manterão do lado de fora os incapazes e as toras aquecerão, do lado de dentro, os que reconhecerem o valor deste reencontro.

As Árvores e as Pedras emudeceram. Depois as Árvores o ungiram com o orvalho sacudido pela brisa, e as Pedras depositaram em suas mãos o musgo primevo que lhes vestia, como que a abençoa-lo.


Nesse momento, os raios do Sol eram difusos por entre os ramos e a névoa da manhã. O menino olhou e compreendeu: se a luz fosse excessiva não ajudaria a enxergar, mas ofuscaria o entendimento. Então, agradeceu aos ramos e à névoa. E mesmo às Pedras que o faziam tropeçar para torná-lo mais atento aos caminhos que percorria. E amou a todos... até aos homens!

Reflita.
Jah Bless!