Se tem libélula, a água está limpa...

foto: André Gemmer

Quem tiver dúvidas quanto à qualidade da água de um rio ou lago pode fazer o "teste da libélula", que consiste na simples observação se há libélulas na área. Todo rio ou lago com águas limpas tem libélula. No entanto, a menor alteração físico-química da água ou do ar já será suficiente para expulsá-las, além de impedir que dos ovos saiam novas larvas.

Deste modo, a presença do inseto funciona como um excelente bioindicador da qualidade do meio ambiente. A grande ameaça à vida das libélulas é a poluição ambiental. Na água, a poluição provoca mudanças drásticas em suas características físicas, como os sedimentos em suspensão, e químicas, tais como alteração do PH, da condutividade e do nível de oxigênio dissolvido na água. No ar, ocorrem processos semelhantes, incluíndo as mudanças climáticas.

A libélula da foto foi registrada na Praia de Naufragados no extremo sul da ilha de Florianópolis, onde um rio corta a região que faz parte do Parque Estadual da serra do tabuleiro.

Jah Bless!


Um comentário:

Ruth Di Buriasco disse...

Adorei seu blog, estarei citando-o ok, numa atividade da faculdade e no meu blog tb...enfim um texto libelular ...apareça!
boas águas... Ruth di...Libelular