Conexão Brasil Jamaica em Florianópolis...



A noite do dia 13 de junho no Lagoa Iate Clube na Lagoa da Conceição em Florianópolis ficou marcada no cenário do reggae da ilha, com apresentações fantásticas trazidas pelo Projeto Cultura Reggae no evento conexão Brasil Jamaica.

A festa começou com a apresentação da banda nacional Mato Seco, que mostrou já de cara um som de extrema qualidade mostrando seu trabalho independente. Na Sequênciada da noite se apresentou Pablo Moses, músico consagrado no cenário mundial que deu ainda mais ritimo a noite.
A noite no seu auge contou com a incrível apresentação de Andrew Tosh, o que para delírio da massa regueira fez todos tirarem o pé do chão e bailar ao som do verdadeiro reggae raiz jamaicano, e para encerrar a noite Don Carlos fez tremer o chão do Lic no alto da madrugada com muita energia em suas músicas de seu novo trabalho que está divulgando pela sua turnê no Brasil.


Uma Noite inesquecível para os amantes do Reggae, que ficará guardada na memória de muita gente por um longo tempo.


"Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos não haverá paz". (Bob Marley)

2 comentários:

Carlos Castilho disse...

André,
Você está num ritmo ótimo de atualizações e com temas bem escolhidos. Há no entanto uma série de errinhos que você pode corrigir com uma releitura do texto antes de publicar. Dou alguns exemplos:
a) que mostrou já de cara um som de extrema qualidade mostrando (repetiu mostrou duas vezes na mesma frase )seu trabalho independente;
b) Andrew Tosh, o que para delírio da massa regueira. O O antes do que está em excesso.
c)A frase: Em Florianópolis mostra o CD Jah é Luz (Muzamba Música/ Independente). O novo trabalho apresenta uma sonoridade crua e pesada com arranjos minimalistas e mixagem presente. Uma linguagem ao mesmo tempo atual e tradicional, que pode ser comparada a produções européias atuais, inspiradas no som clássico do reggae e do dub jamaicano do fim dos anos 70....foi copiada literalmente do site Guia Floripa. Você pode reproduzir textos de outro sites, mas tem que citar a fonte. É uma regra de cortesia e ética na Web.
Abração
Castilho

Anita Floyder disse...

André,
Enviei-lhe o restante do texto, espero que goste.
Abraço